A um passo da vitória !!

Josué 6: 1 a 21
A época é aproximadamente 1400 a.C. Os israelitas estão lutando em seu árduo trajeto até a terra prometida. À frente, bloqueando o caminho, está à bem fortificada cidade de Jericó. Os israelitas não estavam nem treinados nem equipados para enfrentarem uma batalha contra tão poderoso adversário
Enfim chegou o momento que todos esperavam. Todos estavam a um passo de pisar na tão sonhada “terra prometida”. Só que havia um obstáculo para possuir a terra prometida, talvez como muitos dos obstáculos que enfrentamos hoje. Jerico estava no meio impedindo o acesso a terra prometida. E é ai que começa a lição. Para muitos a adversidade serve como obstáculo, e motivo para desistir, porém pra outros, é uma motivação que leva a uma superação.
Jericó era uma cidade extremamente fortalecida, com muros enormes, onde também por causa de sua largura tornou-se um lugar de habitação de muita gente. Era importante pelo tamanho, riqueza, e acima de tudo, bloqueava a entrada dos israelitas na terra prometida.
Jericó poderia ser encarada como mais um obstáculos que entrariam para lista das montanhas insuperáveis, ou entrar para a lista de mais uma montanha removida pela fidelidade de um Deus. Porém, a atitude desse povo determinou sua altitude.Temos que observar que esse texto não esta falando de quão grande era Jericó, mais de quão poderoso é o nosso Deus.
A queda desse muro era totalmente improvável. Mas creio que o maior milagre não foi a queda da grande muralha, mais foi o tempo que esse povo murmurador conseguiu ficar quieto (vs.10). Precisamos aprender, que no momento que Deus esta trabalhando o melhor que podemos fazer para ajudar a Deus é não atrapalhar seu mover com palavras, porque por trás da história dos homens, há um Deus discreto que esta escrevendo a sua própria história.
Sétimo dia, sete trombetas, tocaram sete vezes. O numero sete é muito usado nas escrituras porque esta relacionado com a perfeição divina (Apocalipse 4:5). No hebraico o numero sete é a raiz da palavra “jurar” obrigando ao cumprimento da palavra ou promessa feita sete vezes. Se observarmos bem as ordens dada por Deus, nenhuma das trombetas tocadas eram de guerra e sim de celebração. Ou seja, Deus ordena ao povo que fizessem festa por uma vitória que ainda não havia sido alcançada.
Essa convicção do povo de Deus de que eles entrariam na terra prometida foi a responsável de criar nos inimigos medo ao ponto deles travarem as entradas e saídas da cidade, de tanto medo que tinham.
Sempre que decidirmos crer em Deus, teremos nossas forças ampliadas, e nossos inimigos não resistiram. Não haviam armas, nem um grande exercito bem treinado, só havia a fé e a convicção em um Deus que já havia feito tanto por esse povo e que estava disposto ir até as ultimas conseqüências para ver suas promessas cumpridas na historia de Israel.
Josué conservou sua convicção mesmo depois de perder seu pai na fé, e se manteve firme mesmo quando teve que enfrentar o desafio imenso de guiar um povo a uma promessa que nessa altura do campeonato parecia estar bem longe da realidade de Israel.
O povo podia desistir de Deus, mas Deus não desistia da sua promessa. Ele ainda zela para cumprir cada palavra liberada sobre seu povo. Toda palavra liberada da boca de Deus tem endereço e enquanto ela não cumprir seu propósito ela não volta para aquele que a liberou.
Josué não viu tantos milagres como seu mentor Moisés, mas o que ele viu foi o suficiente para manter sua fé firme nas convicções nas coisas de Deus. Nem sempre ver coisas sobrenaturais são a chave de acesso as promessas de Deus, mas com certeza quando nos mantemos firmes em nosso propósito e na visão que recebemos de Deus, não há barreiras que nos impeçam de ver a realização dessas promessas.
O povo esta a um passo de assistir as coisas que sempre sonharam acontecer. Mas sua atitude e sua murmuração poderia atrasar ainda mais o cumprimento dessas promessas. Talvez até então o povo guiado por Moisés poderia ter falado demais porque vias em seu líder esse mal exemplo, mas agora era uma outra época, e Josué tinha como marca registrada obedecer acima de tudo a palavra de Deus e questionar se necessário depois. Foi essa atitude que moveu o coração de Deus a criar um terremoto poderoso e derrubar as muralhas de Jericó. O milagre era improvável, mas Deus tem seus métodos de fazer as coisas.
Somente a fé na palavra de Deus é a responsável de dar a um casal bem velhinho a oportunidade de serem pais de uma promessa cumprida, de um leigo construir um forte navio a prova de uma grande tempestade, um pequeno pastor de ovelhas derrubar um incrível gigante filisteu, um discípulo rebelde pescar muitos peixes em uma noite ruim de pesca e depois ainda em uma outra oportunidade andar sobre as águas do mar, ou até mesmo um simples servo parar a terra com sua oração. Esses são alguns exemplos do que a fé pode mover um Deus que domina o natural e o sobrenatural, o possível e o impossível, e que tem uma habilidade incrível de criar milagres em situações improváveis.
O que é impossível pra você nesse dia. “Entrega teu caminho ao Senhor, confia Nele e ele tudo fará ( Salmos 37: 5)”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s