Vença na força do Senhor

Números 13: 25 a 32
Nessa história vemos nitidamente que a idéia de mandar um grupo de pessoas para fazer o reconhecimento da terra não partiu do SENHOR: em seu discurso final, Moisés esclareceu que no início Deus mandou que o povo subisse e possuísse a terra, sem temer nem se assustar. Mas o povo pediu que primeiro fossem mandados homens para fazer um reconhecimento da terra, e descobrir o caminho pelo qual deveriam ir, e a que cidades (Deutoronômio 1:22-23). Eles estavam com medo de continuar seguindo atrás da nuvem, confiando na direção do SENHOR, como haviam feito até este ponto.
Para qualquer pessoa normal é totalmente compreensivel o desejo de saber onde vai pisar antes de pisar, porém para os cidadãos do céu nao há acordo com a incredulidade.
Parece que quanto mais milagres Deus fazia, menos credibilidade tinha com o povo, e do outro lado o povo que preferia sempre o mau caminho não conseguia perder a credibilidade de Deus.
Como uma forma de disfarçar o medo, o povo propôs um reconhecimento do território. E mesmo Deus enxergando a tremenda falta de fé daquele povo, e mesmo estando pronto a dirigi-los, pois conhecia perfeitamente a terra e o povo que nela habitava, mais uma vez respeita sua decisão e manda Moisés escolher os espias. E Moisés não sabendo aproveitar direito a situação, escolhe homens com problema de “miopia espiritual” e esse foi o problema, porque de certa forma eles até trouxeram um relatório verdadeiro dentro daquilo que Moisés tinha pedido, porém, como sofriam de miopia espiritual acabaram enxergando alguns obstáculos um pouco maior do que eram.
A maneira como cremos que as coisas são podem determinar a maneira como agiremos.
Se entendemos o que diz Hebreus 11.1 que “A fé é o firme fundamento das coisas que não se vêem mas se esperam”, por que nos custa confiar que por trás das cortinas há um Deus trabahando ao nosso favor? Não porque é nosso empregado, mas porque nos ama. O medo faz com que enxerguemos a realidade de maneira distorcida.
II Samuel 17:11 nos mostra que por causa do medo, o povo e o rei ficaram totalmente paralisados. O medo nos faz esquecer de problemas que vencemos, obstáculos que passamos e milagres que vivenciamos.
Quando vemos a imagem da realidade de maneira distorcida tiramos a fé da cadeira onde estava sentada para permitir que a dúvida e o desânimo se assentem. O medo não permite que enxerguemos a Deus.
Nesse texto vemos que o povo crê cegamente no que dizem os espias. Agora, quem disse que eu tenho que ir pela maioria? Como disse Nelson Rodrigues: “a maioria é burra”.
É muito mais facil desmotivar do que motivar, é muito mais fácil resistir a fé do que usá-la. Porém Deus quer que você assuma seu papel. Você é a imagem refletida do espelho que tem como peça original um Deus que move o sobrenatural.
Temos que entender que não é a nossa imagem que está sendo refletida em algum lugar, mas somos a imagem refletida de Deus. Ele é o lado original do espelho. Se Deus crê eu também vou crer. A minha fé está fundamentada na fé de Deus. E por isso me movo na medida que Deus se move.
A terra prometida era realmente boa (vs. 27) porém aos olhos míopes sempre vai parecer que o obstáculo é bem maior do que realmente é.
João 14:1 Jesus diz “não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede tambem em mim”. Não há meias verdades quando Jesus diz isso. Ou cremos Nele, ou duvidamos. Não podemos ter uma quase fé.
“Quase gol” não é gol, “minha dívida está quase paga” significa que a dívida ainda existe. Não há meios de dizer que cremos em Deus, se duvidarmos dos seus métodos. A luta apenas é um preparo para a vitória. Os problemas apenas são portas de acesso ao milagre.
Calebe vê o que ninguém conseguiu ver. A terra é boa, é fertil, realmente a realidade está de acordo com aquilo que Deus nos prometeu, VAMOS VENCER NA FORÇA DO SENHOR (vs. 30).
Em Juízes 6: 15 e 16, vemos um homem chamado Gideão mostrando a Deus uma realidade distorcida e vemos também a resposta de Deus que foi mostrar sua realidade sobrenatural. É obvio que Deus sabe que não podemos sozinhos, por isso disse diversas vezes que não nos abandonaria, pois Ele sabe que se nos abandonar sem sombra de dúvidas pereceremos. Ele não apenas garante que nos dará a vitória, como também garante que nos dará ferramentas no decorrer da jornada para possuirmos a vitória. Com certeza veremos que as ferramentas que Deus nos dá são mais importantes que a própria vitoria, pois o êxito de uma vitória existe por causa do seu histórico.
Quando as coisas estiverem fora do nosso controle a única coisa que pode nos ajudar é a habilidade de parar tudo o que estivermos fazendo para simplesmente escutar a voz de Deus, que nos mostrará sua ótica que sem duvida será bem diferente da nossa. Eu não ando por vista mas por fé, e isso me levará a conquistar o impossível.
Se olharmos o tamanho do gigante certamente tropeçaremos, porém se olharmos para o tamanho do nosso Deus, certamente o gigante tropeçará.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s