Unção nova só em recipientes novos

Lucas 5: 33 a 39
Jesus é confrontado por discípulos de João e por fariseus que queriam entender como Deus poderia fazer alguma coisa através do ministério de Jesus se os velhos costumes judaicos estavam sendo deixados de lado.
Tudo era feito por causa de costumes e tradições antigas.
O vinho novo nesse texto diz respeito ao suco de uva fresco. A idéia é que quando o suco é posto nos odres, ele aumenta durante o processo de fermentação. Se colocado em odres velhos que já estão esticados, estes se romperão.
O significado literal destas figuras de Jesus é facilmente compreensível. Remendar calça velha com remendo de brim novo faz com que o novo remendo, encolhendo mais do que a calça velha, cause um rasgo maior. Colocar suco de uva fresco em odres velhos (que já foram esticados ao máximo) fará com que o couro se rompa quando o suco se expandir durante o processo de fermentação. Mas Jesus estava dando muito mais do que lições de costura ou indicação sobre os processos preferíveis de preparação de vinho.
Jesus responde aos seus críticos gentilmente, mas ilustra o inevitável do conflito: como pode pano novo ser usado para remendar roupa velha? Como pode o explosivo vinho novo ser contido em velhos e inflexíveis odres? Ele não poderia ser contido dentro das velhas fórmulas e rituais dos fariseus. Ele romperia o molde. A nova mensagem que Ele ensinava teria que ser acompanhada por novos métodos de adoração. Ele veio para refazer-nos dos pés à cabeça. Sempre que tentarmos remendar nosso velho ser com um pouquinho de ensinamento do evangelho ou sempre que tentarmos simplesmente derramar alguma espiritualidade do Novo Testamento dentro de nossas velhas vidas, o resultado será um desastre colossal. Somente uma reforma completa servirá.
O novo caminho de Jesus era um pano inteiro e não uma colcha de retalhos. Ele não tinha vindo para enxertar suas novas verdades no esfarrapado tecido religioso das tradições humanas e ímpias atitudes. O Senhor está advertindo que mentalidades rígidas custarão aos homens a incomparável qualidade especial do evangelho. Será que estamos realmente dispostos a colocar o supremo Deus dentro de uma caixinha de nossas limitações humanas? Ou acreditamos que os pensamentos de Deus realmente são mais altos que os nossos ou estamos vivendo num evangelho de fachada. Ou damos o SENHORIO total de nossas vidas, ou apenas estamos buscando os benefícios do reino de Deus. Aprenda que os benefícios do reino vêm acompanhados de uma frase de Jesus: SEJA FEITA A SUA VONTADE.
Na primeira festa que a bíblia registra a aparição de Jesus (Lucas 17: 7 a 10) o texto mostra a preocupação do organizador da festa por ter acabado o vinho, afinal naquela época já se acreditava que a única forma de obter alegria era por meio do álcool. Por isso que na bíblia o vinho representa a presença de alegria, por justamente ser uma bebida que se transforma em alcoólica e por ter o poder de trazer uma sensação de bem estar e de alegria (mesmo que passageira). Na santa ceia Jesus faz uma analogia do vinho com seu sangue, que representa uma aliança pura, e inquebrável , que é altamente capaz de religar-nos com Deus que é a única de forma de sermos realmente felizes.
Jesus quando dá esse exemplo não está falando de bebida alcoólica, mas de um novo método de vislumbrar o evangelho verdadeiro trazendo a alegria real e genuína.
Cremos que estamos prestes a viver um grande avivamento na história da igreja porém, se não conquistarmos a habilidade de soltar os velhos costumes e velhas situações não poderemos viver o novo que Deus está preparando para nós.
Assim como os velhos odres não conseguem suportar a dilatação do vinho novo, os velhos costumes religiosos não conseguem suportar a graça e a misericórdia ensinadas no evangelho de Cristo. É necessário livrar-se de tudo que não pode coexistir com Cristo.
Em Joel 2:28 Deus lança uma promessa que ainda nos dias de hoje está vagando nos ares da nossa vida, e isso é porque nós simplesmente resolvemos abraçar as experiências e expectativas antigas.
Se desejamos viver o novo de DEUS , teremos que abrir mão das coisas antigas “Filipenses 3:13,14”.
Para que o novo de Deus nos toque necessitamos abandonar o antigo. Um novo método de conduzir nosso casamento, nossa empresa, nosso ministério, nossa vida está nos esperando, mas necessitamos abandonar métodos antigos que só nos trouxeram prejuízos.
Em II Crônicas 7:14 vemos a situação de Salomão, que já tinha realizado o maior sonho de seu Pai “Davi” que era construir um lugar para habitação de Deus porém no término da majestosa obra Salomão percebe que faltava alguma coisa muito importante dentro do templo: “A presença de Deus”, e quando Salomão pede a presença de Deus, a resposta de Deus é imediata: “Se o meu povo que se chama pelo meu nome buscar a minha face e se arrepender (ou seja, abrir mão dos maus caminhos) só aí eu ouvirei, sararei, e perdoarei”.
O método de Deus sempre vai funcionar mais do que os nossos métodos. A lógica de Deus talvez nunca tenha lógica para nós, mas sempre funcionará mais do que a nossa lógica perdida e limitada. Abandone hoje todos os métodos que fracassaram e abrace o método de Deus.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s