A espera não pode matar a esperança

Josué 14: 7 a 11
Finalmente chegou o dia. Os filhos de Judá se dirigem àqueles homens para receber sua porção da terra. Então Calebe começa a falar.
Um dos únicos sobreviventes da saída do Egito. Ele era a testemunha ocular de que tudo o que se ouvia falar do Deus de Moisés era verdade. Somente ele e Josué passaram pelo teste do tempo.
Muitos começaram, mas somente dois dos que começaram conseguiram chegar ao fim. Todas as adversidades na vida desses dois heróis não puderam paralisar suas expectativas, muito pelo contrário, cada prova vencida era motivo de esperança que a terra prometida estava cada vez mais próxima.
A idade não era a mesma, o físico já não era o mesmo. Porém Josué e Calebe deixaram sua marca por causa de sua perseverança e coragem.
As forças de Calebe já estavam no seu limite, porém a disposição de Calebe era a mesma de quando começou sua jornada com Moisés. Qual o segredo de tanta vitalidade? A resposta está em Isaías 40:31. Não há espaço para cansaço ou desânimo para os que esperam em Deus.
Aquele que espera no Senhor não se frustra, não se cansa e nem se perde, pois seu propósito está firmado em algo maior que a própria promessa.
Toda promessa precisa passar por esse teste do tempo. É através desse teste que Deus prova as nossas mais profundas intenções e revela o nosso caráter. Nesse teste de tempo Deus vê onde está o nosso coração, se nEle ou nos benefícios de servi-lo.
Enfim a terra prometida estava diante de seus olhos. Nesse momento o cumprimento da promessa fica em segundo plano. Porque mais importante que o cumprimento de uma promessa de Deus, é o processo que passamos pra chegar até ela. Por isso creia que a estrada que percorremos, as lutas que vencemos e todos os obstáculos superados, são muito mais valiosos que o resultado final de nossa jornada. Na verdade o valor de uma promessa cumprida está justamente no processo que passamos para chegar ao fim. As dificuldades da jornada valorizam ainda mais nosso prêmio final.
Por isso que nesse texto, Calebe valoriza em suas palavras o longo processo que passou junto de seu companheiro Josué.
A diferença de Calebe e Josué para os que morreram no meio do processo, é que os outros tinham seus olhos fixos na promessa, porém Calebe e Josué tinham seus olhos fixos em Deus.
Para muitos nessa fase da vida já seria um bom momento para uma aposentadoria, afinal depois de tantas lutas o descanso era o prêmio merecido. Porém Calebe não se rendia ao cansaço. Calebe recebe a tão sonhada terra prometida, e já se mostra pronto para possuir Hebrom e derrotar a força humana dos famigerados Anaquins, os gigantes que tanto tinham apavorado o povo.
A luta não chegou ao fim, a aposentadoria não está no calendário daqueles que estão com seus olhos em Deus.
Em Salmos 84:5 e 7 diz: “Bem- aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração estão os caminhos aplanados. Vão indo de força em força; cada um deles em Sião aparece perante Deus.”
Na verdade para os que esperam no Senhor, o fim jamais será o cumprimento da promessa. O cumprimento de uma promessa de Deus é apenas o começo de tudo o que Deus já está disposto a fazer com as nossas vidas.
Não há motivos para que eu e você nos rendamos aos encantos da promessa de uma vida fácil que aparenta existir quando a promessa se cumpre.
A mesma força e esperança que manteve Calebe em todos os anos de deserto, permaneceram em sua vida após o tão sonhado cumprimento da promessa de Deus.
Calebe permaneceu firme porque ele não permitiu que a espera matasse sua esperança. Ele não se rendeu ao desânimo, nem ao cansaço. Muito pelo contrário, ele entendia que o desânimo e o cansaço eram as melhores desculpas dos fracos.
Ele entendia que se ficasse parado a terra prometida não viria andando sozinha em sua direção e se retrocedesse, ela ficaria ainda mais distante.
E apesar de não ser da descendência dos hebreus teve mais fé para crer em Deus do que os próprios hebreus, esse foi o segredo de seu sucesso.
Por isso que quando Calebe foi com Josué espiar a terra, eles não conseguiram enxergar o tamanho dos gigantes, porque seus olhos estavam fixados em um Deus que era infinitamente maior que os gigantes que até o presente momento possuíam a terra tão desejada pelos hebreus. Aquele que fixa seus olhos em Deus não consegue enxergar grandeza de nenhum obstáculo, porque só consegue enxergar a grandeza de um Deus. Não permita que a espera do cumprimento das promessas do Senhor matem a sua esperança de viver as incríveis promessas de Deus.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s