Curvando-se

Ao nome de Jesus se dobre todo joelho. (Filipenses 2:10)

Os servos resistem à teimosia. Ulrich Zwingli manifestou tal espírito. Ele promoveu a unidade durante a grande Reforma da Europa. Em um certo ponto ele se achou em desigualdade com Martinho Luteto. Zwingli não sabia o que fazer.

Certa manhã ele encontrou a resposta na encosta de um de um monte suíço. Ele observou dois bodes atravessando um caminho estreito indo em direções opostas, um subindo, e o outro descendo. Em um determinado ponto a trilha estreita os impedia de passar um pelo outro. Quando viram um ao outro, eles se afastaram e abaixaram as suas cabeças, como se estivessem prontos para investir um contra o outro. Mas então algo extraordinário aconteceu. O bode que subia deitou-se no caminho. O outro passou por cima de suas costas. O primeiro animal então se levantou e prosseguiu com a sua subida até o topo. Zwingli observou que o bode chegou mais alto porque estava disposto a se curvar mais.

O mesmo não aconteceu com Jesus? “Deus… lhe deu um nome que é sobre todo o nome, pra que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho.”

[Devocional de autoria do Max Lucado, extraído do livro: Quebrando a Rotina]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s