Deus não é um turista desinformado- Pr. Uagner Nantes

Lucas 24:13-24

A bíblia relata a historia de 2 homens que haviam convivido com o Messias. Não sabemos por quanto tempo. Mas o certo é que foi tempo suficiente para que eles pudessem amar não somente ao Cristo, mas sua visão, seus ideais; e depositar Nele, a confiança de um futuro melhor.

O interessante é que esses dois discípulos se encontraram com uma situação duríssima. O GRANDE MESSIAS foi assassinado, juntamente com todos os seus idéias e as suas expectativas de melhoras. Por isso esses 2 discípulos caminhavam a pé rumo a sua terra.

Eles não sabiam como entender a vontade de Deus.

Sabemos que Deus tem um desejo para nós, porem o que ainda buscamos é a forma de como acessar esse plano para nós.

Visivelmente cansados, e abatidos, sua conversa gera em torno de um assunto, A MORTE DO REVOLUCIONÁRIO MOVIMENTO CRISTÃO.

Palavras pintadas de cinza com a decepção. O que queríamos não veio. O que veio, nós não queremos. E o resultado? Destruiu a esperança. A fundação do nosso mundo treme.

Quando do nada alguém muito estranho começa a caminhar com eles. Era o próprio Cristo, quem vem a revelar-se junto aos seus companheiros de jornada.

Jesus faz com os discípulos exatamente como fazia com Adão, onde todas as tardes passeava e conversava. E assim como eles nós não vemos que Deus esta sendo o companheiro de caminhada ao nosso lado e nós não sabemos.

O problema com os amigos de Jesus não foi uma falta de fé, mas a falta de visão. Suas petições foram limitadas ao que eles poderiam imaginar, um reino terreno.

Você tem que saber que o agir misericordioso de Deus é a sua recusa em responder algumas de nossas orações.

É direito nosso estarmos cansados de tudo aquilo que vemos ouvimos e sentimos. Todo tipo de injustiça, impunidade, miséria. Um mundo caótico que esta se deteriorando. Existe algo que ainda nos mantém de pé, mesmo em um mundo tão cruel, que é não apenas sentirmos o amor de Cristo, mas responder a esse amor.

2 Homens andaram um longo caminho discutindo como seria a situação política de Israel a partir daquele momento tão triste, mas em toda sua tristeza não puderam ver que aquele momento não passava de uma manifestação de amor e cuidado de Deus.

Nosso problema não é tanto que Deus não nos dê o que esperamos, mas sim que nós não sabemos o que esperar.

Assim que chegaram em seu destino Cristo foi revelado, nada mudou no semblante daquele 3º viajante o que mudou foi a visão dos outros dois que se abriram ao ver as mãos furadas de Jesus servindo pão aos viajantes cansados.

Os olhos daqueles discípulos se abriram no momento que foram servidos por uma mão furada. Então as escamas da autocomiseração caíram e eles puderam ver que o rei do reino eterno estava vivo.

Eles puderam ver que os maldosos foram capazes de matar o corpo de Jesus, mas ninguém poderia apagar o brilho do Cristo o rei ungido de Deus.

Esse texto nos mostra que onde quer que Deus encontre buscadores sinceros, de corações confusos, você pode ter certeza que Ele estará pronto a revelar sua vontade, e foi exatamente o que aconteceu com os dois discípulos no caminho de Emaús.

Os discípulos aprendem que “A esperança não é o que você esperava, é que você nunca sonharia”Max Lucado.

Provavelmente não veremos respostas imediatas que tanto esperamos, mas com certeza no final da jornada saberemos que o 3º viajante não é um turista desinformado, mas sim um Deus que sempre terá a paciência de ouvir nossos questionamentos sem nos apontar e que no momento próprio se revelara com todo seu poder.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s