Descanse no esconderijo do Altíssimo- Pr. Uagner Nantes

Daniel 6: 15 a 23

Uma das primeiras responsabilidades do rei Dario foi reorganizar o reino da Babilônia recentemente conquistado. Para isso ele nomeou 120 governadores de províncias e os colocou sob ordens de três governantes, um dos quais era Daniel.

Seus companheiros políticos começaram a observar que Daniel estava voando alto de mais; as coisas corriam bem demais, e pra piorar Daniel era um administrador bom demais para que seus rivais pudessem encontrar falhas nele. Daniel se destacava por sua excelência no seu trabalho, não havia nenhum deslize nele, era conhecido também e porque todos reconheciam que Deus era com ele.

Daniel não tinha falhas, mas o rei tinha muitas, e uma de suas debilidades era a vaidade, foi justamente onde os rivais de Daniel pegaram o rei, colocando-o em um pedestal impregnando a idéia dele ser como um deus.

Porém Daniel quando soube do decreto fez o que fazia habitualmente, foi buscar a Deus. Daniel entendia que buscando a Deus entendia seu propósito. Entendia que Deus estava liberando aos poucos os seus propósitos.

O rei se arrepende por perceber que essa lei tinha um único destino, acabar com o homem de Deus que era de confiança em seu governo, porém já era tarde, toda lei dos medos e dos persas não podia ser retirada, uma vez assinada pelo rei. O rei fica impotente diante da situação e com muita relutância manda trazer Daniel.

Um homem de Deus condenado por uma lei impensada, um rei arrependido de criar essa lei, mas impotente diante de seu decreto, e um Deus criando grandes expectativas para um grande livramento.

Precisamos aprender a valorizar nossos adversários, eles potencializam nossas diferenças colocando-nos em uma posição de destaque. Como o povo, o rei, e os rivais saberiam da grandeza do Deus de Daniel somente pelo que Daniel falava. Os sinais precisam vão acontecer em nossos dias para que os que ainda não crêem possam ver com seus olhos que não servimos a um Deus morto, e que não seguimos uma religião, nós somos o sinal de Deus na terra, nós somos parte de um plano de Deus que deu certo, e de um plano de satanás que deu errado.

O problema de Daniel tirou o apetite do rei, mas despertou sua fome em conhecer a um Deus verdadeiro, esse é o nosso papel, como sal da terra, nosso papel é despertar sede de Deus nas pessoas, não permitir que o alimento estrague, derreter o gelo. Nosso propósito, fazer a diferença em um mundo de caos.

Somos servos de nosso propósito ele nos perseguira até que cumpramos em sua totalidade.

O rei estava desesperado, uma situação que inicialmente parecia inocente foge do seu controle atingindo um de seus melhores administradores. No reino estava uma enorme agitação e expectativa do que iriam ver no outro dia. Porém dentro da cova de leões estava a mais impactante paz, Daniel estava escondido no esconderijo do altíssimo, estava descansando na sombra do Onipotente Sl. 91:1.

Estava escondido no lugar secreto de Deus, onde o homem perde seu cheiro, sua identidade e ganha a identidade de Deus, despistando seu inimigo. Os leões não podiam sentir o cheiro de Daniel, e por isso ele não estava preocupado por sua vida.

O rei temia pela vida de um grande amigo, mas Daniel confiava em Deus, por ser seu amigo intimo e por isso confiava em seu propósito. Daniel sabia que seus inimigos podiam destacar com suas atitudes impensadas a soberania de Deus.

Precisamos aprender que nosso desígnio ira requerer atenção total, pessoas serão designadas pelo inferno para tentar te distrair, atrasar, desencorajar e desviar-te do seu propósito, mas os que estão no esconderijo do altíssimo, conseguem descansar, mesmo que suas vidas estiverem correndo perigo.

O problema de Daniel teve o propósito de Deus de atrair os olhos do povo para o grande livramento de Deus, por isso não julgue nenhum propósito de Deus antes de você ver o final dele. Não se precipite em querer resolver com suas próprias mãos, porque isso também poderá atrasar seu propósito.

Salmos 91.1 nos diz que aquele que habita no esconderijo do Altissimo pode descansar a sombra do onipotente, somente habitando no esconderijo do Altissimo temos descanso.

Quando conquistamos o coração de Deus nos tornamos expectadores de nossas batalhas.

Vitorias em lugares ocultos podem levar as honras publicas, são nos momentos de dificuldades que temos nosso caráter moldado ao caráter de Deus, são nesses tempos de vulnerabilidade que se criam profundas obsessões pela presença de Deus. Lembre-se você pode estar convivendo com seu inimigo mas se você tiver uma atitude correta, ele não poderá te tirar do seu propósito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s