Devocional: Paz, afinal, o que é?

“Sereis, na verdade, livres, não quando vossos dias estiverem sem preocupação e vossas noites sem necessidades e sem aflição, mas, antes, quando essas coisas sobrecarregarem vossa vida e, entretanto, conseguirdes elevar-vos acima delas, desnudos e desatados.”
– GIBRAN KHALIL GIBRAN

Uma vez em um evento da igreja, foram apresentadas duas pinturas. Em uma delas via-se um barco sobre um mar azul, tranqüilo… Sobre o barco, um homem a pescar, assoviando uma canção. Na outra pintura via-se um mar agitado de um azul fechado, um céu escurecido pela tempestade, e um homem dentro dele.

Perguntou-se qual das duas situações retratava um homem em paz. Obviamente, dos que opinaram, era unanimidade que o quadro 1 apresentava um relato de paz.

No auge dos meus 16 anos eu discordei. Quando foi-me dada a oportunidade de explicar minha posição, eu falei sobre a segurança de se ter Cristo. Não é um mar calmo que nos dá paz. Não é uma vida sem problemas e tempestades que nos garante segurança. Mas, o ter Cristo dentro de nós. Dentro do nosso barco. Isso nos traz paz, segurança e confiança de que há de ter um propósito maior em tudo pelo qual passamos.

Lembro-me agora de um comentário sobre um versículo bíblico que dizia que embora a tempestade agite a superfície do mar, contudo em sua profundidade, ele permanece intacto, tranqüilo e calmo.

Que assim seja a nossa fé. Firme. Inalterável por aquilo que se passa fora e dentro de nós.

Tatiane Dias

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s