Mensagem para casais- Perdão uma questão de decisão !

Lucas 15. 11 a 32

Nessa parábola Jesus esta respondendo aos fariseus sobre os questionamentos deles do porque ele insistia em andar com pessoas que eram consideradas pecadoras.

Jesus começa o capitulo falando do pastor de 100 ovelhas, e quando perde uma ele deixa as 99 pra ir em busca da ovelha perdida.

Logo depois Jesus fala da possibilidade da mulher que tem 10 dracmas perder uma e não medir esforços para encontrar a dracma perdida.

Então Jesus que já havia usado como simbologias as parábolas do pastor que perde sua ovelha e da mulher que perde sua moeda de valor, decide então ir mais fundo e fala de uma parábola de um pai de dois filhos.

Tudo ia bem até que o caçula dos filhos se mostra entediado com a vida que levava e decide ir atrás de adrenalina.

Existem duas definições de casamento que me agradam:

1ª) “Casamento é uma escola onde duas pessoas se matriculam para aprender a ser o que nunca foram”.

2ª) “Casamento é a construção de uma nova cultura a partir de duas culturas já existentes”.

Partindo desse principio então podemos ver que não há aventura com tamanha adrenalina que se compare a aventura vivida dentro de um casamento.

A parábola do filho prodigo é uma das parábolas mais conhecidas e pregadas em reuniões de evangelismo cujo alvo é atingir pessoas que ainda não se aproximaram de Jesus e também aquelas que se afastaram dele.

Porem eu gostaria de tomar a liberdade de pegar essa parábola tão conhecida e utilizá-la para encontrarmos qual o tipo de família que agrada a Deus.

Existem três personagens nessa historia que podem nos ensinar muito sobre arte de sermos felizes dentro do casamento.

O primeiro deles é justamente o filho caçula

Esse menino que se destaca em toda historia mostra características de um casamento que caiu na rotina.

Uma rotina funciona muito bem dentro de uma empresa, porem quando é aplicada dentro do casamento ela se torna a primeira de varias armas letais que podem matar um casamento.

A rotina faz com que a família perca o brilho da magia de estar juntos.

Ou acabamos com a rotina ou ela acaba conosco. A rotina pode asfixiar um casamento.

E assim como pensou esse filho caçula a rotina nos leva apensar que existe diversão fora do casamento.

Para eliminar esse problema existe um remédio infalível que se chama “CRIATIVIDADE”.

Um dos elementos da criatividade é o humor. O humor funciona como óleo que lubrifica as dobradiças de uma porta.

Uma outra característica nesse filho caçula foi a sua total falta de compromisso com sua família ao pedir que seu pai lhe desse a herança em vida somente porque queria curtir a vida.

Por isso a segunda arma letal contra o casamento é a falta de compromisso.

Alguém que tenha assumido um compromisso já não pode viver uma vida como se já não houvesse compromisso nenhum. Não posso mais viver dentro do meu casamento como se eu fosse solteiro. Não posso mais decidir coisas sozinho porque minhas decisões não afetam apenas a mim.

Para curar a falta de compromisso a primeira coisa que precisa ser restaurada é o “TEMOR A DEUS”.

A falta de temor a Deus faz com que vivamos uma vida descompromissada, porque antes de eu assumir um compromisso com o meu cônjuge eu assumi esse compromisso diante de DEUS.

O que nos faz permanecer dentro de um compromisso é o temor a Deus. O que nos faz vencer as tentações que aparecem no decorrer da vida é o temor a Deus. O que nos faz decidir amar nosso cônjuge mesmo sem méritos nenhum da outra parte é o temor a Deus.

Porque eu amo a Deus e sei que sou amado por ele, vivo uma vida de acordo a sua vontade.

O segundo personagem da nossa historia é o filho mais velho.

Ele representa um nível de inflexibilidade dentro do casamento.

Tudo o que se constrói com rigidez tende a ser mais frágil e mais propicio a quebrar-se. Estruturas rígidas quebram com facilidade.

A graça de Deus me ensina que todo mundo merece uma segunda chance inclusive eu.

O irmão mais velho da nossa historia não podia aceitar que seu pai continuasse amando seu irmão caçula mesmo depois de tudo o que ele havia aprontado.

A intolerância dentro do casamento é a terceira arma letal que é capaz de destruir um casamento.

Quando um marido se torna insensível a necessidade de sua esposa, e uma esposa se torna insensível a necessidade de seu marido, é hora desse casamento render-se novamente ao senhorio de Cristo.

Faça uma pergunta ao seu cônjuge:

Se você tratasse seus amigos como você me trata, quantos amigos você teria?

Quanto vale quem você ama?

O terceiro personagem de nossa historia, revela o modelo de casamento que Deus espera de nós.

O pai.

Esse pai não apenas dá ao seu filho o que ele pedia, mesmo sabendo que seu filho não saberia manter, como também espera todos os dias o retorno de seu filho caçula.

Esse pai revela as características encontradas em I Coríntios 13. 1 a 4. O texto do apostolo Paulo se explica no capitulo anterior no verso 31 (ICor 12.31b) “e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.” Esse caminho que o apostolo diz que há é o amor. O amor não é um sentimento, mas é um caminho que se decide andar. E quando você anda por esse caminho os frutos serão sempre os melhores. O amor tudo suporta, tudo espera e tudo crê.

Você pode ser a pessoa mais letrada do planeta, se você ainda não anda por esse caminho, então você não aprendeu nada.

Esse pai mostra características explicitas do amor de Deus para conosco.

Como podemos nos julgar melhores que outros sendo que a mesma paciência que julgamos ser difícil manter com os outros, Deus tem todos os dias conosco. Assim como o amor, o perdão é um caminho.

O texto de Lucas mostra que o perdão restitui a pessoa que ofendeu o mesmo lugar que ela tinha antes de nos ofender.

O filho prodigo não apenas volta pra sua casa, como é restituído até mesmo na herança que ele já havia gastado.

Quando seu pai coloca em seu dedo um anel, ele esta declarando que a partir daquele momento, ELE ERA NOVAMENTE SEU FILHO.

Você ainda se acha mais merecedor da graça e do perdão do que seu ofensor?

Assim como Deus espera por ti nesse dia para te perdoar e te restituir seu lugar de filho, ele espera que você faça o mesmo com seus ofensores.

O perdão não apenas libera quem foi perdoado, mas também quem perdoou

Aproveite o dia de hoje para quebrantar-se diante de Deus e de seu cônjuge, e aproveite a segunda chance que Deus esta lhe dando para construir um casamento forte e feliz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s