Cartas para Deus 4o dia

Cartas para Deus (4º dia)

Neemias 1: 6 a 11

Primeiro o servo adora em um reconhecimento que esta diante da majestade suprema, isso tem que fundir em nós um senso de adoração, de inclinar o rosto até tocar a terra.

É o reconhecimento que se Ele quiser ele pode mudar qualquer que seja a situação.

O apostolo Paulo diz em Tiago 4.3 diz que não recebemos o que pedimos, porque pedimos mal.

A expectativa gerada e alimentada pela nossa oração nos torna mais sensíveis para ver as pequenas mudanças que Deus está fazendo ao nosso redor.

Quando oramos Deus revela seus segredos e renova nossas esperanças.

Logo após adorar Neemias confessa seus pecados e de seu povo. Ou seja, Neemias não atribui a culpa da desgraça a Deus, mas, assume a responsabilidade pela situação.

A oração de Neemias tinha adoração, confissão realidade, mas sem nunca perder a esperança.

Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração; Romanos 12:12.

E a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes das aflições, assim o sereis também da consolação.2 Coríntios 1:7

Neemias apesar de saber a realidade era um homem cheio de entusiasmo e seu entusiasmo estava inteiramente ligado a sua capacidade de estar perto de Deus.

A sua capacidade de reagir aos infortúnios da vida é proporcional a sua comunhão com seu Deus.

Depois da comunhão com Deus qualquer circunstancia é relativa, porque Deus nos faz transcender.

Quando Neemias ora pede duas coisas a Deus:

1º Oportunidades

Existe uma diferença entre sonhadores e visionários:

Neemias pediu oportunidade porque tinha que compartilhar sua visão com o rei e para isso necessitava de uma intervenção divina.

Os sonhadores sonham com as mudanças, enquanto os visionários tornam-se parte dela.

2º Graça:

A segunda coisa que Neemias pede é graça. Ele entende que não era apenas da oportunidade que precisava, ele precisava de graça. Neemias pedia a Deus por sua intervenção para que o rei não apenas escutasse o que ele tinha para dizer como também se interessasse por seu sonho ao ponto de apoiá-lo em tudo o que precisasse.

A diferença de atuar debaixo da graça e fora dela é que respaldados pela graça conseguimos transformar inimigos em aliados e barreiras em oportunidades.

A pergunta que devemos nos fazer quando temos um sonho é:

Se eu tivesse o recurso, o tempo e a formação adequada para realizar esse sonho o que eu faria?

A força necessária para concluir o trabalho foi conquistada nos momentos de comunhão com Deus.

Uma hora gasta em oração rende mais que centenas de horas de trabalho sem oração. Quando você trabalha, você trabalha, mas quando você ora Deus trabalha.

Vida de oração é a desculpa de Deus para ouvir sua voz e ter você só pra ele por alguns momentos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s