Derrubando Gigantes – 4o dia Pr. Uagner Nantes

Derrubando Gigantes 4º dia

I Samuel 17: 41 a 51

Entre outros muitos gigantes que enfrentamos ninguém sabe ao certo com qual cara virá nosso gigante, mas o que todos sabemos é que eles sempre aparecem, e às vezes nos momentos mais felizes da nossa vida, estragando nossa festa, tirando nossa paz e o nosso sono.

Nós conhecemos a voz de nossos gigantes, mas será que ela é tudo o que temos ouvido?

Observe nesse texto que Golias tinha um escravo apenas para carregar seu escudo e esse estava sempre na frente de Golias. E ambos avançavam em direção a Davi. Golias com suas ameaças e com seu desprezo. Davi com sua confiança em Deus e com a pior arma para se enfrentar um especialista em guerras.

O curioso dessa historia é que a mesma confiança que Golias tinha em sua experiência e na vantagem de seu tamanho Davi tinha em Deus. Quem escutava o pequeno guerreiro falando poderia até pensar que ele é que era o gigante e não Golias.

Davi nos ensina que quando estamos em guerra o que menos importa são as nossas armas ou a nossa experiência. O que realmente importa é o quanto estamos dispostos a colocar o que temos e o que somos a disposição de Deus.

Os familiares de Golias eram inimigos antigos dos israelitas, Josué os expulsou da terra prometida trezentos anos antes desse evento. Provavelmente os soldados de Saul quando viram Golias murmuraram: “De novo não. Meu pai lutou contra o pai dele, meu avô lutou contra o avô dele”. Talvez você já tenha resmungado coisa semelhante “estou ficando viciado em trabalho como o meu pai”, “o divorcio persegue toda minha arvore genealógica, será que isso nunca vai parar?”.

Então você vê Golias o valentão ele perseguiu seus antepassados e agora surge diante de você, ele esta a sua espera de manhã e vem sempre atormentá-lo à noite.

Davi não era bobo, ele vê o gigante, mas como um especialista em Deus ele vê a Deus com muito mais nitidez.

Faça essas perguntas a você mesmo: “Será que Você esta 4 vezes mais propenso a descrever a força de Deus do que a descrever as exigências de seu dia? Sua lista de bênçãos é 4 vezes mais longa do que sua lista de reclamação? Você pensa 4 vezes mais na graça de Deus no que na sua culpa?”.

Temos que encarar nossos gigantes porem não precisamos enfrentá-los sozinhos, Deus esta conosco.

E Davi entende isso e com a certeza de alguém que não era gigante mas sabia que estava respaldado por um Deus bem maior que um gigante Davi também avança em direção a Golias.

Golias tinha um soldado que carregava seu escudo, Davi tinha um Deus que era o seu escudo. (Salmos 18:2)

Golias foi a representação simbólica de todos os desafios que Davi teria e de como ele seria vitorioso sempre que tivesse a mesma atitude.

Um enredo secundário surge na história. Mais do que “Davi versus Golias”, esse enredo passa a ser “o foco em Deus versus o foco no gigante”. Para onde esta voltada a sua atenção?

Os gigantes parecem menores quando você os compara com o tamanho do seu Deus.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s