É hora dos verdadeiros desbancarem os falsos – Pr. Uagner Nantes

É hora dos verdadeiros desbancarem os falsos

Pr. Uagner Nantes

João 4: 1 a 26

Jesus percebeu que os fariseus se deram conta dos batismos que ele e João realizavam e deixou a Judéia voltando para Galiléia para evitar confusão.

É curioso o texto dizer que era necessário passar por Samaria, é como se Deus estivesse nos dizendo para não nos preocuparmos com as adversidades porque elas são necessárias para um fim proveitoso. É como se Deus estivesse dizendo creia que fui Deus suficiente até agora, e serei confiável até o fim. Para muitos judeus aquele caminho no meio de Samaria, se pudessem deveria ser evitado por que passar por dentro de Samaria era mexer numa ferida entre povos que ainda não estava cicatrizada, mas Jesus, não evita. Por alguma razão aquele lugar e aquela mulher já estavam no calendário oculto de Deus.

A bíblia fala que Jesus estava cansado da viagem. O cansaço para nós não é novidade alguma, mas para Deus era uma sensação que ele ainda não estava acostumado. Ele para e pede água para uma mulher. O cansaço e a sede eram apenas um pretexto para parar naquela cidade e puxar assunto com aquela mulher para dar a ela a oportunidade de conhecer e de lhe oferecer água da vida a essa mulher desidratada. Jesus se assenta para descansar e fala com uma mulher.

A hora que aquela mulher estava buscando água já denunciava o tipo de vida que ela levava: Já passava do meio dia, e as mulheres geralmente buscavam água pela manhã, muitas para suprir suas necessidades, outras para se expor aos solteiros da cidade que passavam logo cedo para irem trabalhar e podiam ver as mulheres solteiras. Mas aquela mulher esta indo buscar água depois do meio dia, isso dizia muito. Isso dizia que aquela mulher estava comprometida com um tipo de vida que não poderia se orgulhar por isso teve que se adequar aos horários que ninguém a visse, ela já tinha se casado 5 vezes e estava vivendo amigada com um homem casado.Ela estava enrolada em uma vida extremamente complicada.

Possivelmente mal falada, mal amada e confusa essa mulher não sabia que estava prestes a mudar o rumo de sua vida porque a hora que ninguém queria buscar água foi justamente a hora que ela encontrou a fonte da água da vida.

Ela se surpreende com o pedido de água de um judeu, e logo Jesus trata de se apresentar: Muito prazer eu sou a água que você precisa e não vai encontrar nesse poço. A mulher menos favorecida ate então passa a ser a mais privilegiada do povoado.

A conversa segue Jesus revela que sabia com quem estava conversando. Isso e muito animador, saber que ele sabe com quem esta lhe dando é animador, porque ele sabe o quão falhos e frágeis nós somos. Ele sabe que o sistema maligno do mundo que ele venceu, nós temos muitas dificuldades em vencer.

Essa mulher estava desidratada, pois tinha bebido de muitas fontes que não lhe trouxeram nenhum beneficio. Buscou ajuda na religião, nos relacionamentos e cada vez que bebia dessas fontes ficava com muito mais sede. Jesus diz a ela quem beber dessa água, não era a água do poço, mas a água que o mundo sempre vai oferecer para os sedentos, que é uma água que tem a cara de matar a sede da nossa alma, mas sempre nos engana nos deixando ainda mais sedentos. É uma água que pode ser parecida com a água que Deus pode dar, mas sempre depois de beber voltamos a ter sede. São águas de relacionamentos que achávamos que poderiam suprir nossas carências de infância. São águas de projetos que almejamos para obter nossa tão sonhada realização pessoal, são águas da religião que esperamos que ao vivermos o padrão de determinado seguimento religioso não passaremos mais pela sede das confusões da alma e nem da sede da falta de paz, são águas de remédios que tomamos para tentar amenizar a dor de um vazio intenso. E a sede sempre volta.

Aquela mulher mostra que sabia direitinho os preceitos de uma religião que lhe haviam ensinado a adorar em um lugar especifico onde somente nesse lugar segundo a religião Deus ouviria. Os judeus diziam que era em outro lugar que Deus ouvia a adoração do povo. E ai vem Jesus e diz nem os Samaritanos nem os Judeus sabem de nada, pois um Deus tão grande não pode se prender em lugares. Um Deus tão grande não pode habitar dentro de quatro paredes. Um Deus vivo só pode morar em casas vivas que somos nós. E só pode ser adorado na compreensão da verdade que ele é espírito e para alcançar só sendo e vivendo como ele .

Jesus ensina e delata. Ele ensina que não havia um lugar e uma hora especifica para adorar a Deus, mas existe um jeito que adoramos “em espírito e em verdade”. Para Jesus dizer aquela mulher que a hora ia chegar dos adoradores verdadeiros se manifestarem, era porque a hora dos falsos e religiosos adoradores estava acabando. Jesus começa a revelar àquela mulher, que sua vida se resumia a dois problemas que se fossem solucionados, ela nunca mais voltaria a sentir-se vazia. 1º Ela estava bebendo de uma fonte errada: (vs. 6,18) 2º Tinha uma vida religiosa: (vs.20) –

Quando conhecemos a Deus, e não a uma religião, fica muito mais fácil entender o propósito de Deus nas nossas vidas, diminuindo nossas frustrações e perda de tempo, buscando coisas que só nos trazem mais sede. Então poderemos ir a igreja entender o que Deus espera de nós La dentro e fora dela e viver a plenitude do propósito de Deus. Igreja é o local onde pessoas sedentas de Deus se saciam ao ouvir de sua palavra e ao saberem que podem ser úteis uns aos outros.

Jesus estava mostrando aquela mulher que Deus esta procurando por adoradores que entendem sua condição de pecadores, mas se apóiam na cruz para chegar em Deus e colocá-lo no lugar que ele tem que estar, ou seja, no trono da sala de controle de suas vidas. Adorar em espírito e em verdade é adorar de modo que Deus fica em evidencia, sempre direcionando as prioridades da vida na vontade Dele entendendo que ao fazer a vontade de Deus o reino dele será manifesto e tudo o que precisarmos estará a nossa disposição. Só o pai da eternidade poderia ter nas mãos a oportunidade de nos transformar em filhos da eternidade. Jesus estava ensinando que quem bebe da água certa, não morre no meio do caminho!

Na medida que você entender isso você ira adorá-lo e na medida que você o adorar ele te abrira oportunidades ainda maiores de ser feliz ainda aqui nessa terra, produzindo frutos que você levará para eternidade. Você pode nesse dia decidir ser alguém que vence os desafios da vida entendendo o chamado mais precioso da terra, o de adorar seu criador.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s