A um passo da vitória – Pr. Uagner Nantes

A um passo da vitória

Josué 6: 20

A época é aproximadamente 1400 a.C. Os israelitas estão lutando em seu árduo trajeto até a terra prometida. À frente, bloqueando o caminho, está à bem fortificada cidade de Jericó. Enfim chegou o momento que todos esperavam. Todos estavam a um passo de pisar na tão sonhada “terra prometida”. Só que havia um obstáculo para possuir a terra prometida.Mas o que era Jericó comparado a tantos obstáculos que já haviam sido vencidos?

Jericó era uma cidade desenvolvida e frutífera que possuía um excelente poder bélico e soldados altamente treinados para a batalha, sem falar nos gigantes e nos muros que eram uma cidade a parte, tanto que tinha gente que morava dentro dela. Jericó poderia ser encarada como mais um obstáculos que entrariam para lista das montanhas insuperáveis, ou entrar para a lista de mais uma montanha removida pela fidelidade de um Deus.

Os hebreus não estavam nem treinados nem equipados para enfrentarem uma batalha contra tão poderoso adversário.

A batalha contra Jericó começa da forma mais inusitada possível. Eles não tinham armas por isso tinham que vencer essa batalha psicologicamente antes de vencê-la fisicamente.

2 co 10.3-6, A idéia de Deus era usar as armas que os inimigos não tinham, ou seja, a guerra seria vencida antes de tudo psicologicamente pois imagine a cena você ver uma nação rodeando sua cidade todos calados e fortemente armados com instrumentos musicais.

Esse texto não esta falando de quão grande era Jericó, ou seus muros, nem quão honrada foi a atitude do povo de obedecer a DEUS, mais de quão poderoso é o nosso Deus para derrubar obstáculos instransponíveis.

Deve ter sido uma visão estranha, não foi levantada nenhuma espada “aqui eram homens armados, mas nenhum golpe dado, eles devem andar e não luta. Não haviam armas, nem um grande exercito bem treinado, só havia a fé e a convicção em um Deus.

A queda desse muro era totalmente improvável. Mas creio que o maior milagre não foi a queda da grande muralha, mais foi o tempo que esse povo murmurador conseguiu ficar quieto (vs.10).

Precisamos aprender, que no momento que Deus esta trabalhando o melhor que podemos fazer é não atrapalhar seu mover com palavras, porque por trás da história dos homens, há um Deus discreto que esta escrevendo a sua própria história.O Senhor pede pra que o povo cercasse a cidade por sete dias uma vez por dia. Sete sacerdotes levariam sete buzinas de chifres de carneiros adiante da arca, e no sétimo dia rodeariam a cidade sete vezes, e os sacerdotes tocarão as buzinas.

Sete espíritos de Deus (Ap 4.5), perdoar setenta vezes sete – 490 vezes o mesmo pecado por dia. (Mat 18.22), sete trombetas tocadas no sétimo dia, por sete vezes ( Js. 6. 4-16). Naamã recebe a ordem de mergulhar sete vezes.

O numero sete é muito usado nas escrituras porque esta relacionada com a perfeição divina. No hebraico o numero sete também é a raiz da palavra “jurar” obrigando ao cumprimento da palavra ou promessa feita sete vezes. Então nesse texto todas as vezes que aparecer o numero sete lembre-se que Deus esta reafirmando sua aliança com seu povo, e essa aliança era a maior arma que eles poderiam possuir. Aliar-se com o que pode tudo, sabe tudo deveria produzir em nós paz e descanso. Se observarmos bem as ordens dadas por Deus, nenhumas das trombetas tocadas eram de guerra e sim de celebração. Ou seja, Deus ordena ao povo que fizessem festa por uma vitória que ainda não havia sido alcançada.

Por isso que a adoração é uma das nossas melhores armas, porque o louvor agradece por aquilo que Deus já fez, mas a adoração se projeta na confiança do que Deus pode fazer.

O guerreiro se concentra na batalha e no inimigo para sua vitoria, o adorador se concentra em Deus.

O texto revela o juízo, mas a graça, a destruição mas o recomeço, o pecado mas a solução para o pecado. E isso é graça de Deus.

Sem essa a graça estaríamos todos condenados a ser que nem o Gadareno, e certamente não estaríamos mais aqui.

Nesse dia permita ser uma arma nas mãos de Deus contra o inimigo. Permita que sua adoração confunda o adversário e o deixe frágil psicologicamente, enquanto Deus não mandar abrir a boca mantenha ela fechada concentrando suas forças no que realmente importa EM DEUS, e não nas muralhas

O milagre era improvável, mas Deus tem seus métodos de fazer as coisas. Somente Deus tem a possibilidade de dar a um casal bem velhinho e estéril a oportunidade de serem pais de uma promessa cumprida, de um leigo construir um forte navio a prova de uma grande tempestade, um pequeno pastor de ovelhas derrubar um incrível gigante filisteu, um discípulo rebelde pescar muitos peixes em uma noite ruim de pesca e depois ainda em uma outra oportunidade andar sobre as águas do mar.

A única função da fé é receber o que a graça oferece – se desejas o que a graça não oferece, de forma nenhuma podes chamar tua esperança de fé – o que sentes é subproduto da cobiça. Josemar Bessa. Você esta a um passo da vitória, não desista Deus é contigo.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s