Devocional

O Amor

devocional---O-Amor

por Andreia R. Vallareto de Souza
.

Um amor capaz de sonhar com a minha existência, projetar minha história, planejar meus detalhes: a cor dos meus olhos, a textura dos meus cabelos, o tom exato da minha pele.

Um amor que desenhou o meu jeito de ser e de querer, que soprou em mim sua essência e me fez viver através dela.

Um amor que escreve minha história, passo a passo, andando de mãos dadas comigo. O mesmo amor que continua me esperando de braços abertos cada vez que eu solto de suas mãos para andar sozinha, como se eu fosse capaz de escrever minha história com tanta perfeição e carinho. Um amador tentando substituir o profissional, um desastre certo.

Um amor que me espera voltar dos meus erros para seus braços e para, de mãos dadas, andarmos novamente juntos.

Um amor que me reconstrói cada vez que por qualquer motivo eu me quebre.

Um amor imensurável, inexplicável, inestimável.

Um amor explicado em palavras que não alcançam toda sua amplitude, impossível de compreender na sua totalidade.

Um amor perfeito assim só pode ser explicado e compreendido quando Ele próprio é o Amor. 

Só para discípulos – Porta Estreita e Pr. Rodrigo Soeiro

Escolhas

devocional---Escolhas

por Andreia R. Vallareto de Souza

Hoje minha oração é para que encontremos realmente o coração de Deus com a mesma sede que encontramos um copo d’água após uma longa caminhada.

Que essa sede nos faça ver que todos temos escolhas, que a cruz foi uma escolha de amor em sacrificar o “eu” egoísta por amor a mim e a você, que nada seríamos se não fosse o Seu amor e a Sua graça.

Que esse mesmo amor nos faça ser arrebatados por dentro, a ponto de vermos que escolher satisfazer nossas vontades momentâneas não nos trará satisfação eterna, pelo contrário, nos trará perdas irreparáveis: de inocência, de essência, de comunhão com Ele, e de vida! Sim, de vida! Ele é a nossa vida, nossa essência. Tudo vem dEle, é por Ele e deve voltar para Ele.

Não existem formas de termos uma vida com Ele se não seguirmos o que Ele ensinou, se não amarmos o que Ele ama e se deixarmos de querer o que Ele quer. Não existe vida fora dEle.

É IMPOSSÍVEL ser amigo de Deus sendo amigo do mundo e das minhas próprias vontades. É verdade, Deus é amor, e por ser amor Ele corrige ao filho que ama.

Tudo na vida é escolha, andar com Ele, ser Seu amigo, ter a graça nos abraçando e nos dando uma nova chance quando nosso coração é sincero em querê-la, aceitar o amor de Deus e amá-Lo de volta, mesmo que isso custe abrir mão das nossas vontades e desejos.

Hoje minha oração é que a nossa escolha seja pela vida, pela graça, pela correção do Pai que tanto nos ama e não pelas escolhas egoístas que nos machucam e nos afastam de tudo e todos, e principalmente do coração do Pai.

Hoje minha escolha é por amá-Lo antes de amar a mim, escolho ser o que Ele sonhou que eu fosse.

Qual é a sua escolha?  

Seus Caminhos

devocional---Seus-caminhos

por Andreia R. Vallareto de Souza

 

O SENHOR Deus diz: “Os meus pensamentos não são como os seus pensamentos, e eu não ajo como vocês. Assim como o céu está muito acima da terra, assim os meus pensamentos e as minhas ações estão muito acima dos seus.” [Isaías 55: 8 e 9 NTLH]

Olhe para trás e veja a sua história, quantas vezes aconteceram coisas que você simplesmente não entendeu? Ou tantas outras que você pensou que seriam de um jeito e foram totalmente o contrário? Quantas dessas coisas você sonhou, planejou, traçou metas e simplesmente não saíram do jeito que você queria?

Talvez não precisemos ir tão longe, talvez o seu presente esteja uma bagunça! Talvez as coisas que eu e você estamos passando tenham fugido do nosso controle, muitas vezes por causa das nossas próprias escolhas. Mas, e quando você sabe que está no centro da vontade de Deus e as coisas continuam incompreensíveis, desconfortáveis e totalmente fora daquilo que você sonhou? E quando o que está acontecendo com você passa a afetar a vida dos outros? São suas escolhas ou são os planos dEle para você?

Cá entre nós, o que você faria para que tudo fosse diferente do que é hoje? O que você faria para não magoar as pessoas à sua volta e a você mesmo? Talvez você responda: “Tudo!”, mas você já ousou perguntar para Deus o porquê as coisas não saem como gostaríamos? Você já tentou perguntar quais são os planos dEle pra você?

A grande verdade é que só aprendemos pela dor, afinal, quando está tudo bem, raramente gastamos tempo olhando essa ou aquela lição que a vida nos dá, mas quando dói, paramos tudo que estamos fazendo para entender a razão da dor. Talvez hoje você não entenda o porquê da dor, ou porque as coisas não saíram como você planejou.

Talvez esse exemplo te ajude: Imagine alguém sentado no alto de um edifício olhando o trânsito. Essa pessoa vê que a cinco quarteirões houve uma batida de carro e está tudo parado. Você está no seu carro e consegue enxergar no máximo dois quarteirões à sua frente, mas o caminho mais rápido e mais óbvio para você é exatamente por onde você está indo. Se você soubesse que tem alguém que já viu o problema lá na frente e pode te ajudar, você não confiaria nessa pessoa quando ela te mandasse virar no próximo quarteirão à direita, mesmo que o caminho parecesse mais longo? Mas como você não sabe que essa pessoa já viu lá na frente, você simplesmente a ignora por pensar que ela não sabe mais que você.

Mais lúdico? Sim. Mais compreensível? Talvez. Menos dolorido? Acho que não, mas pode ser se você quiser, se você tiver um espírito ensinável e deixar que Ele decida cada um dos seus passos, mesmo quando você não entende para onde Ele está te levando. Talvez Ele só esteja te desviando de um problema maior ali na frente.

E se a pergunta for: “mas precisa de tanta dor?” A resposta talvez seja: “Você vai precisar disso, precisa aprender a ser forte para aquilo que Eu tenho planejado para você!”.

Você nasceu com um propósito que só Ele sabe. Ele te criou. Ele sabe como você funciona, você não! Deixe que Ele cuide de você. Deixe que Ele te guie. Deixe que Ele te mostre o melhor caminho, mesmo que você não entenda um nada do que está acontecendo. Deixe Ele te preparar para os sonhos que Ele tem para você!

Acredite, os sonhos dEle são muito maiores (e melhores) que os seus!

Confie no Provedor

devocional---Confie-no-provedor

por Pr. Uagner Nantes

Mateus 15:32 a 39

Aquele foi um dia muito cansativo, Jesus e os seus discípulos ministraram a ponto de não poderem almoçar. Depois passaram pelo pé do Mar da Galileia para descansar, mas chegando lá, ao invés de descanso, eles viram a multidão. Jesus então parou para ministrar à multidão e fez seus discípulos se envolverem com ela e alimentarem-na.

O texto conta que Jesus moveu-se de compaixão justamente por causa da atitude daquele povo, por passarem por cima de suas necessidades para aprender mais Dele. E o mais poderoso de tudo isso é que até hoje é assim, sempre que nos preocupamos primeiro com as necessidades eternas, Deus supre as necessidades do nosso dia (Mateus 6:33).
Quando as nossas prioridades forem as prioridades de Deus, as prioridades de Deus serão as nossas necessidades.

O mesmo pão que representa suprimento físico é usado como símbolo pelo próprio Jesus para a representação de Seu corpo, assim também como o peixe simboliza as almas perdidas.
Quando Jesus convida Pedro a segui-lo, Ele lhe garante que faria dele “pescador de homens” (Mateus 4.19).
Por isso, creio que a ordem dada por Jesus em Lucas 9:13 aos seus discípulos, desde a primeira multiplicação, segue a mesma para os dias de hoje: “- Dai-lhes vós de comer”.

A pergunta que fica é: Será que temos entendido a ordem explícita de Jesus, que não mede esforços para nos saciar, de que devemos utilizar dos recursos que nos saciam para saciar o faminto?
Por que Deus nos alimenta? Para alimentar a outros. Por que Deus nos cura? Para curar a outros. Por que Deus nos ama? Para amar a outros. Por que Deus nos perdoa? Para que possamos perdoar a outros.
O evangelho de Cristo é um evangelho de reflexo. Fazemos porque apenas refletimos a imagem original.

Jesus, em sua oração modelo, mostra que as três primeiras petições são centradas em Deus, não em Si mesmo: “Santificado seja o Teu nome… venha o Teu reino… seja feita a Tua vontade”.
Os primeiros passos de Jesus em sua oração não foram saciar seu estômago, mas sim saciar a adoração que sobra no céu, mas que ainda falta na Terra. Quando oramos, DEUS supre o nosso espírito com verdades, e nos garante o suprimento físico para a sobrevivência.

Max Lucado diz: “Na escola da vida, Deus é ao mesmo tempo o professor e o cozinheiro. Ele provê fogo para o coração e comida para o estômago. Sua salvação eterna e sua refeição noturna vem ambas das mesmas mãos” (extraído do livro A Grande Casa de Deus).

Martinho Lutero define pão como “todo o necessário para a preservação da vida, incluindo alimento, saúde, casa, lar e família”.

Quem é mais preocupado com suas necessidades básicas que o seu Pai celestial? A mesma mão que guia a tua alma, também te providencia o alimento. Aquele que o reveste de bondade é o mesmo que te reveste de roupa.
Salmos 37. 3 e 4 nos diz que Deus está comprometido em cuidar das nossas necessidades.

Assuma nesse dia a responsabilidade de saciar a fome do necessitado, e ao mesmo tempo continue crendo que enquanto as prioridades de Deus forem as suas, as suas necessidades serão prioridades para Deus. 

Em tudo dai graças

devocional---em-tudo-dai-graças
por Pr. Uagner Nantes

“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”
(1 Tessalonicenses 5:18)

Sempre pensamos que este texto fala que devemos dar graças pelo que é bom, sempre lamentando pelo que é mal. O que não percebemos é que esse ambiente em que a gente vive já é um ambiente da graça onde ainda há esperança, onde algo pode ser feito, onde mudanças podem ocorrer. E mesmo que haja pessoas que não venham a se converter, elas podem se tornar gente mais pacífica, mais tranquila, gente mais produtiva, mais eficaz, e isso por causa da graça comum.

Graça comum é essa graça que está sobre toda criação e que explica porque é que gente que não ama a Deus ama seus filhos, porque há pessoas que não amam a Deus, mas têm senso de justiça, ou porque gente que não ama a Deus, tem senso do belo e pode ser virtuosa em seus instrumentos musicais, podem ser poetas literários, brilhantes. Por quê? Se tudo isso é atributo divino? Porque a graça de Deus cobre a terra dando qualidade de vida aos seres humanos, porque qualidade de vida é o que consegue tempo pra nós. E tudo o que nós precisamos é de tempo, pois é preciso haver tempo pra que a missão seja feita, para que o evangelho possa chegar a todo mundo, tempo para preparar a gente pra fazer missão.

Se o mal dominasse todas as relações, o juízo de Deus se precipitaria, pois há uma medida de mal que Deus não tolera, se atingir essa medida, o juízo de Deus se precipita. Então pra que o juízo de Deus não se precipite, tem que haver qualidade de vida. Como nós, em nós mesmos, não podemos tê-la, o Senhor empresta-nos Seus atributos, e é isso que dá qualidade de vida pra pessoas que não amam o Senhor, mas que o Senhor ama, e isso consegue tempo pra humanidade.

Então, quando temos essa compreensão, entendemos que estamos no ambiente da graça de Deus, e nesse ambiente, a gente agradece a Deus em todas as coisas.
Esse versículo não diz “por tudo dai graças”, mas “em tudo dai graças”, não importa em que lugar você esteja, em que situação você esteja, dê graças a Deus; não pelo que está acontecendo, mas pelo que você mesmo pode fazer estando onde está.

Em tudo o que está acontecendo dê graças porque a graça de Deus está atuando e isso significa que situações pode ser mudadas, gente pode ser mudada. A gente pensa assim “mas o sujeito não é do Senhor, então não tem jeito”, essa graça de manutenção não salva, mas mantém com qualidade de vida, para dar tempo pra que a graça especial possa ser derramada também.

Há todo um trabalho de Deus que a gente não percebe, e às vezes a gente não ora com gratidão porque não faz a obra de Deus. Muitas vezes não percebemos a obra de Deus e não percebemos Deus trabalhando na história pra cuidar dos interesses do Reino.
O problema é que nós não acreditamos que a mensagem de Jesus é a melhor coisa que pode ser
feita na história, e que levar a mensagem dEle é o que cura as nações do poder das trevas.

Quantas vezes acreditamos que o mal é todo poderoso, e nos esquecemos que só há um Ser Todo Poderoso no universo que é a Trindade. Tudo o que o mal faz pode ser revertido com o coração, com trabalho, com dedicação, mas acima de tudo com intercessão, com pregação da palavra de Deus, com disposição pra ser agente de Deus onde Deus nos quiser como agentes, pra que a vida triunfe sobre a morte, pra que a luz triunfe sobre a escuridão. Nada é irreversível porque Jesus Cristo venceu a morte, isso é o ambiente da graça: Jesus Cristo, nosso Senhor, venceu a morte, a última palavra é a palavra da ressurreição.

Quando não temos fé na palavra do Senhor, reagimos de modo errado em relação à vida, por isso não conseguimos dar graças em tudo. Imagina se os discípulos tivessem acreditado na ressurreição, você acha que eles iriam se esconder num quartinho? Eles iriam começar a contagem regressiva! A fé faz a gente resistir ao ambiente, por isso as escrituras dizem “Em tudo dai graças”.

Em tudo dar graças não é o mesmo que dizer “agradeça, você sabe que há males que vem para o bem”. Se isso aqui é uma desolação, é porque é aqui que a ressurreição vai aparecer com mais
força e com mais glória e o nome de Jesus Cristo vai ser honrado como nunca foi antes.
Quando o Senhor diz “em tudo dai graças”, na verdade Ele está dizendo “olhe ao seu redor, você não percebeu que tudo está debaixo da minha graça? Não percebeu que isso aqui pode ser movido pela graça? Não percebeu que aqui, ninguém além de Mim dá a última palavra?” Olhe pra onde você está e acredite, aja baseado na sua fé, a fé que lhe foi dada, e proclame “Graças te dou oh Deus! Porque algo vai acontecer aqui!”

É com essa certeza da vitória de Jesus Cristo que a gente anda sempre pra frente e sempre em contagem regressiva “Ele está chegando e eu vou fazer tudo pra que quando Ele chegar, me encontre indo ao encontro dEle”. Isso acontece porque Ele nos encontra fazendo as obras que Ele faria se estivesse em nosso lugar.

Enquanto Ele está trazendo a consumação do Seu reino, nós estamos indo a Ele com tudo o que nós fazemos. Estamos deixando claro pra todo o mundo que o reino de Deus está entre nós, então vai haver justiça por onde nós passarmos, vai haver salvação por onde nós passarmos e vai haver mudança por onde nós passarmos, porque essa é a era da graça de Deus.

“Quão invencível é a graça de Jeová. Nenhuma criatura tem o poder de atrair o homem a Cristo. Exibições, evidências miraculosas, ameaças, inovações são usadas em vão. Somente Jeová pode trazer a alma a Cristo.” (Robert Murray McCheyne.)

1 caminho e 4 estações

devocional---1-caminho e -4-estacoes
por Andreia R. Vallareto de Souza

Quantas vezes você já se perguntou se está no caminho certo? Quando escolhemos caminhos, eles geralmente são bonitos, com flores e grama nas laterais, árvores grandes fazendo sombra para proteger do sol, fonte de água em um lugar ou outro para matar a sede.

Um daqueles caminhos convidativos em que você diria “ando por toda a vida!”. Geralmente escolhemos um caminho assim quando é primavera na nossa vida. Nos esquecemos que esse mesmo caminho está lá nas outras estações do ano também.

No verão, o sol fica forte, mas o caminho está igualmente belo, as árvores protegem do calor excessivo, a água refresca o suor do rosto, os passarinhos cantam. Tudo continua lindo.

Chega o outono (e eu particularmente AMO o outono), as folhas começam a cair, um espetáculo de cores e sons. No entanto, onde há beleza, também começam a soprar ventos um pouco mais frios. Os mais sensíveis sentem isso como um aviso de que o belo está acabando e dando lugar ao inverno.

É no inverno que somos testados sobre o quanto de vontade temos de continuar no caminho que escolhemos. Não há mais flores, as árvores não protegem mais, a falta de folhas abre espaço para o vento passar forte, gelado e barulhento. Ele faz aqueles assobios que dão medo. O frio nos deixa inquietos, é preciso se mover para se manter aquecido. Parar significa congelar o corpo e muitas vezes a alma.

O frio pode tornar o caminho belo (sim, em tudo há beleza), mas não é confortável continuar caminhando, não é fácil lidar com o corpo implorando pelo calor de um lugar fechado, quente e confortável. Nesse ponto, muitos desistem, acomodam-se no primeiro lugar que lhes dê conforto e aconchego e ficam ali eternamente, esquecem que o inverno passa e simplesmente param de caminhar. Param no meio do que se propuseram a fazer.

É aí que a gente perde o foco, sai da linha, cai, erra, desiste. Geralmente é aqui que nos perguntamos se estamos no caminho certo, e às vezes até nos conformamos com uma choupana na beira do caminho apenas para não continuar. Esquecemos que os invernos passam e a primavera sempre volta.

Em que ponto do caminho você está?

Todos passaremos por todas as estações repetidas vezes na vida, elas estão aí para nos ensinar que nem tudo é sol e brisa. Curtimos o verão, nos divertimos! Mas é o inverno que testa o quão perseverante somos. No inverno a gente cresce.

Em que ponto do caminho você está? Parou para descansar um pouco? Não esqueça de voltar a caminhar! Os pés podem estar cansados, descanse, mas não pare.

O amor é um caminho e muitas vezes desistimos nas decepções e nos acomodamos num mundo fechado apenas para não sentir mais frio. Continue, tente, persista! Logo logo chega a primavera novamente, as flores, o ventinho fresco e o sol quentinho deixando tudo mais bonito!

Você está ouvindo? São os pássaros te convidando a continuar caminhando, eles cantarão durante todos os dias da sua jornada.